Apenas 789 empresas recorreram ao lay-off simplificado em agosto

Apenas 789 empresas recorreram ao lay-off simplificado em agosto

A ministra do Trabalho e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, adiantou que só 789 empresas se mantiveram em lay-off simplificado em agosto, sendo que a tendência que se foi verificando ao longo dos meses foi de “diminuição” relativamente à permanência das empresas neste regime.

Numa conferência organizada pela Ordem dos Contabilistas Certificados, a responsável adiantou que entre estas estão “31 mil empresas que só tiveram uma prorrogação, 25 mil que tiveram duas, 25 mil que tiveram três e seis mil que tiveram quatro. Foi diminuindo à medida que passava o tempo”.

Em agosto, recorde-se, entrou em vigor um novo apoio à retoma progressiva, sendo que só podiam aderir ao lay-off simplificado às empresas obrigadas a manter as portas fechadas ou para as que não atingiram o limite das três prorrogações mensais.

No início de agosto entrou em vigor um novo apoio, que veio ‘substituir’ o lay-off simplificado: o apoio extraordinário à retoma progressiva da atividade. Ao contrário do lay-off simplificado, que terminou em julho, este novo apoio apenas prevê a possibilidade de redução dos horários de trabalho e não a suspensão dos contratos.

ACOMPANHE AQUI O