Câmara de Albufeira alvo de buscas pela PJ (atualização)

Câmara de Albufeira alvo de buscas pela PJ (atualização)

A Polícia Judiciária constituiu cinco arguidos num processo de investigação de criminalidade económico-financeira que envolve a Câmara de Albufeira, duas sociedades em Lisboa e Leiria e um escritório de advocacia. Segundo a PJ, no âmbito da operação Empório, foram constituídos cinco arguidos por “suspeitas de crimes de corrupção passiva e ativa, participação económica em negócio, fraude fiscal, prevaricação e abuso de poder”.

Ontem, ao final do dia, a Câmara de Albufeira confirmou as buscas nas suas instalações afirmando que ocorreram na sequência de “uma denúncia anónima contra eleitos e funcionários” da autarquia. Em comunicado, a Câmara de Albufeira indica que foram cedidos todos os documentos solicitados pelos inspetores da PJ e respondidas a todas as questões.

Em comunicado, o Presidente da Concelhia do PS de Albufeira, Victor Ferraz, manifesta “tristeza pela publicidade negativa que acarreta ao concelho toda a situação”. O Presidente do PS de Albufeira acrescenta ainda que nesta altura, é tempo de deixar a justiça atuar na procura do apuramento da verdade dos factos, “punindo quem quer que tenha prevaricado”.