Fecho da base da Ryanair em Faro não afeta acessibilidade à região – Turismo do Algarve

Fecho da base da Ryanair em Faro não afeta acessibilidade à região – Turismo do Algarve

Foto: Facebook Ryanair

O fecho da base da Ryanair em Faro em janeiro de 2020, anunciado na terça-feira, não vai pôr em causa a acessibilidade à região, disse à agência Lusa o presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes.

O presidente do Turismo do Algarve explica que irá acontecer um reajustamento das rotas, para que a tripulação da Ryanair não tenha de pernoitar em Faro, como acontece atualmente, mas “não está em causa a operação”.

“Há no entanto a lamentar a perda de emprego qualificado na região”, salientou João Fernandes, esclarecendo que há cerca de 100 trabalhadores da Ryanair fixados em Faro na altura do inverno e mais de 200 durante o verão.

Na terça-feira, a Ryanair comunicou, em Faro, que vai encerrar a base naquele aeroporto em janeiro de 2020 e despedir cerca de 100 trabalhadores, embora mantenha os voos, revelou à Lusa a presidente do sindicato dos tripulantes.

 

Ana Marisa Vieira