GNR detém suspeitos de lenocínio e evasão fiscal no Algarve

GNR detém suspeitos de lenocínio e evasão fiscal no Algarve

No distrito de Faro foram detidas ontem três pessoas suspeitas dos crimes de lenocínio, tráfico de estupefacientes e evasão fiscal, e uma outra por violência doméstica, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a GNR informou que três pessoas, com idades entre os 55 e os 57 anos, foram detidas , em Loulé e Quarteira, no âmbito de uma investigação que decorria há seis meses denominada “Guest”.

Durante a investigação os militares apuraram que num estabelecimento de diversão noturna, decorriam atividades ilícitas, como o lenocínio – incentivo à prostituição -, evasão fiscal e tráfico de droga.

No decurso das buscas, foram apreendidos duas armas de fogo, munições de diversos calibres, droga entre outras coisas.

De acordo com a GNR, durante a operação conjunta com o SEF e a Autoridade Tributária, foram identificadas 38 pessoas, “entre clientes e funcionários do estabelecimento, tendo sido detetadas três em situação ilegal em território nacional”.

Os detidos vão ser ouvidos hoje no Tribunal de Loulé em primeiro interrogatório judicial, para eventual aplicação de medidas de coação.

Também no domingo, a GNR deteve um homem, de 32 anos, no concelho de Silves, alegadamente por violência doméstica, o qual terá agredido e injuriado a companheira, de 36 anos, na via pública. O homem está hoje a ser ouvido em primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Silves.

 

Com Lusa