Mais de um terço de jovens em 30 países, são vítimas de “ciberbullying”

Mais de um terço de jovens em 30 países, são vítimas de “ciberbullying”

De acordo com uma sondagem divulgada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), mais de um terço de jovens em 30 países dizem sofrer de “bullying online”.

 

Um em cada cinco dos mais de 170 mil jovens inquiridos, entre os 13 e os 24 anos, declarou ainda ter faltado à escola devido ao “ciberbullying” e à violência.

 

A UNICEF, recolheu a informação através da plataforma gratuita de mensagens “U-Report”, onde os jovens prestam testemunho de forma anónima. A sondagem revelou que, para quase três quartos dos jovens, as redes sociais, incluindo o Facebook, Instagram, Snapchat e Twitter, são “onde mais acontece” este tipo de situações.

 

A organização aconselha a “criação de linhas de apoio de âmbito nacional para apoiar crianças e jovens” e a “melhoria dos padrões éticos e das práticas, por parte das entidades que disponibilizam serviços de redes sociais, especificamente no que diz respeito à recolha, informação e gestão de dados”. Defende também, a formação de professores e pais para prevenir e dar resposta ao fenómeno.