Ministério Público abre inquérito a morte de recém-nascido transferido do Algarve

Ministério Público abre inquérito a morte de recém-nascido transferido do Algarve

O Ministério Público determinou a abertura de um inquérito às circunstâncias da morte do recém-nascido da grávida que foi transferida do Algarve para Hospital Amadora-Sintra.

“O Ministério Público da comarca de Lisboa Oeste determinou a abertura de inquérito”, respondeu à agência Lusa a Procuradoria-geral da República (PGR).

Uma grávida com 32 semanas de gestação foi transferida em 2 de agosto do Hospital de Faro para o Amadora-Sintra, porque a unidade de neonatologia algarvia se encontrava lotada.

Entretanto, as duas unidades de saúde já decidiram avançar com a abertura de inquéritos.