Moradores do Seixal em marcha lenta contra a festa do Avante

Carro conduzir

Moradores do Seixal em marcha lenta contra a festa do Avante

Um grupo de moradores do Seixal convocou uma marcha lenta em automóvel para quinta-feira, na freguesia da Amora, de forma a mostrar o descontentamento pela realização da Festa do Avante! no concelho, no distrito de Setúbal.

“Nós estamos bastante indignados com a situação que o evento pode trazer com muitas pessoas a afluir ao Seixal”, explicou à Lusa Sónia Alves, uma das organizadoras do movimento “Seixal Sim Covid Não”, constituído por moradores do concelho.

A responsável sublinha que os moradores “não estão contra a festa”, mas sim contra a opção de a concretizar este ano em que vivemos a pandemia da covid-19.

A marcha é “apartidária” e vai iniciar-se pelas 18:00 no Complexo Desportivo Carla Sacramento, terminando na rua Infante D. Augusto, na Amora, a freguesia onde também se vai realizar o evento comunista, entre 04 a 06 de setembro.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgou um parecer onde determinou uma lotação máxima de 16.563 pessoas em simultâneo no recinto da festa.

No mesmo dia, o PCP anunciou um Plano de Contingência, onde definiu que este ano o evento só vai ter lugares sentados nos diversos espetáculos, o uso de máscara será obrigatório nos “espaços assinalados” e “nos recintos dos espetáculos não será permitido o consumo de bebidas alcoólicas”.