Não há condições para circular de bicicleta e trotinete em Faro – “Faro a Pedalar”

Bicicleta

Não há condições para circular de bicicleta e trotinete em Faro – “Faro a Pedalar”

Um grupo de utilizadores diários lamentou a falta de condições de segurança na cidade para a circulação destes veículos, agravada pela entrada em funcionamento de um sistema partilhado de trotinetes elétricas.

Em fevereiro, Faro tornou-se na segunda cidade portuguesa a implementar um sistema partilhado de trotinetes, depois de Lisboa, e a autarquia prepara-se para lançar ainda este ano um concurso para um sistema público de bicicletas.

Ora, o movimento de cidadãos “Faro a Pedalar” disse à Lusa que não estão reunidas as condições de segurança. Joana Martins, empresária residente e que se desloca diariamente de bicicleta, alega que uma das primeiras medidas a implementar deveria ter sido a construção de ciclovias e a colocação de sinalização.

Já Ricardo Martins faz todos os dias seis quilómetros de trotinete, mas teve de começar a usar o passeio, pelo perigo que sente em andar nas estradas de alcatrão ou de paralelepípedos, devido à irregularidade e ao mau estado do asfalto.

Em declarações à Lusa, o presidente da Câmara de Faro, Rogério Bacalhau (PSD), disse que o município está a acompanhar eventuais problemas que possam decorrer da atividade, lembrando que se trata de “um negócio 100% privado”, que não foi desenvolvido pela autarquia.

 

Ana Marisa Vieira