Proibição de TikTok de Trump interrompida por juiz

Proibição de TikTok de Trump interrompida por juiz

Foto: TikTok Facebook

Um juiz federal concedeu ao TikTok uma suspensão temporária da implementação do governo dos Estados Unidos da proibição da popular aplicação.

 

O proprietário do TikTok, ByteDance, enfrentava um prazo até domingo (27 de setembro) para atender às preocupações da administração Trump com a segurança nacional sobre os dados coletados pela empresa chinesa.

 

A empresa argumenta que a proibição de Trump excede a autoridade presidencial, e viola os direitos da Primeira Emenda dos usuários. TikTok acrescenta ainda que a proibição equivale a uma regulamentação inadmissível das “comunicações pessoais” dos usuários e não foi “motivada por uma preocupação genuína de segurança nacional, mas sim por considerações políticas relacionadas às próximas eleições gerais”.