Taylor Swift acusada de roubar o logótipo de uma loja de roupa africana

Taylor Swift acusada de roubar o logótipo de uma loja de roupa africana

Foto: Taylor Swift Instagram

Taylor Swift está novamente no centro de uma polémica. A artista foi acusada de imitar a capa de um outro disco e agora foi também acusada de roubar o logótipo de uma loja virtual conceptual dedicada a marcas de designers de roupa africanos.

 

Amira Rasool, a fundadora de The Folklore partilhou no Instagram uma mensagem na qual aponta o dedo à expressão “The Folklore” impressa no merchandising da artista e à semelhança com o logótipo da sua empresa.

 

A empresária diz que resolveu partilhar a sua história para “chamar à atenção para a tendência que grandes empresas e celebridades têm de copiar o trabalho de pequenos empresários de minorias. Não vou deixar este roubo descarado passar”.

Poucos dias depois, a equipa de Swift respondeu, escrevendo num comunicado: “Em boa fé, honrámos o pedido dela e imediatamente notificámos toda a gente que tinha encomendado as peças de merchandising com a palavra ‘the’ antes de ‘folklore album’ que agora vão receber as encomendas com o design alterado”.

 

Rasool elogiou Swift por ter reconhecido o seu erro: “foi um bom primeiro passo e estamos em conversações neste momento com a equipa dela sobre os novos passos a dar para emendar esta situação”.