Três municípios e universidade algarvia preparam candidatura a geoparque mundial

Três municípios e universidade algarvia preparam candidatura a geoparque mundial

Preservar um território que mostra a evolução geológica da terra durante 360 milhões de anos é o objetivo de uma candidatura a geoparque mundial.

A candidatura, que reúne os municípios de Loulé, Silves e Albufeira e a Universidade do Algarve (UAlg), será submetida à Organização das Nações Unidas para a Ciência Educação e Cultura (UNESCO), que decidirá se o projeto do “Geoparque Algarvensis” terá o estatuto de geoparque mundial.

Os promotores pretendem, através das rochas que se encontram no seu território, contar “uma história que começa há quase 360 milhões de anos”, contribuindo para “promover o desenvolvimento sustentável” do território, “assim como da riqueza geológica”.

A classificação do território permitirá ainda fazer da área “um destino sustentável e potencialmente turístico de interesse mundial, por via do seu património geológico”.