Tufão obriga à retirada de 2.400 pessoas na Coreia do Sul

Tufão obriga à retirada de 2.400 pessoas na Coreia do Sul

Pelo menos uma pessoa morreu e cerca de 2.400 refugiaram-se em abrigos temporários, após a chegada à Coreia do Sul do tufão Maysak, informaram hoje as autoridades.

A tempestade arrancou árvores, postes de eletricidade e semáforos e inundou ruas e casas.

Uma mulher morreu quando uma rajada forte rebentou as janelas do seu apartamento, em Busan, na costa sul, devido a ferimentos com estilhaços de vidros, segundo a agência de notícias Associated Press (AP). Um homem de 60 anos ficou ferido após ser atingido por um frigorífico.

O Maysak dirige-se agora para leste da península, em direção ao Mar do Japão, com ventos que podem atingir velocidades de até 140 km/hora.