Vídeos no Youtube apelam ao suicídio infantil

Vídeos no Youtube apelam ao suicídio infantil

Em julho do ano passado, quando a mãe e pedriatra Free Hess, alertada por outra mãe, viu na plataforma YouTube um vídeo de desenhos animados que, a meio do episódio, durante alguns segundos, mostrava um homem a incentivar ao suicídio infantil, explicando como é que as crianças se podiam matar.

 

A médica descobriu conteúdos que glorificavam o suicídio, abusos sexuais, tráfico humano, violência doméstica e o uso de armas ao pesquisar por vídeos na plataforma YouTube.

 

Para a pediatra, os pais devem ter uma maior noção dos conteúdos que as crianças veem online bem como devem ter o cuidado acompanharem a evolução tecnológica, pois existe uma discrepância entre o que as crianças sabem sobre tecnologia e o que os pais sabem.